24 de agosto de 2019

12 motivos pelos quais o Buzzfeed deveria conhecer mais sobre música eletrônica

Há algum tempo atrás, o site de entretenimento, Buzzfeed, gerou uma revolta muito grande nos fãs da nossa cena eletrônica, com um artigo humorístico de tom “duvidoso” para se dizer o mínimo. No artigo, 16 razões pelo qual a música eletrônica não ”bateu” em você, além do uso preconceituoso do termo “bateu” associado com uso de substâncias ilícitas ou bebidas alcoólicas, o artigo mostra uma visão bem rasa da nossa cena.

E agora, recentemente o site investiu dessa vez contra baladas, que não necessariamente são exclusivas para música eletrônica, mas representam boa parte de nossa cultura e nosso entretenimento. O que não é novidade, visto que diversas matérias abordam o tema sobre baladas, dizendo que lá é lugar de “pegação“, que o som não agrada, entre outras críticas humorísticas.

Devido a essas matérias e esse posicionamento negativo com a música eletrônica e com as baladas, resolvemos, então de forma descontraída, fazer a nossa lista dos “12 motivos pelos quais o Buzzfeed deveria conhecer mais sobre a música eletrônica” no Buzzfeed.

1 – A Música Eletrônica é um dos estilos que mais tem ganhado fãs e ouvintes ao redor do mundo

EDM

Um dos estilos que mais tem crescido, a E-Music tem ganhado uma quantidade imensa de novos fãs e ouvintes casuais, sendo um dos mercados que mais se destacou nos últimos anos e segundo o British Recorded Music Industry (BPI) e o Official Charts Company o estilo representa 46% dos streamings no site Spotify e 38% das vendas na região pesquisada.

2 – A imensa diversidade de variações e estilos dentro da própria Música Eletrônica

subgenres

Há sempre aqueles que chamam de “tunts tunts”, que falam que é tudo igual, que é só barulho. Mas se formos parar para nomear todas as vertentes, faríamos uma lista imensa e ainda não saberíamos todas. Mas, o mais importante é que se você não gostou de uma balada de Techno com som mais sério e hipnotizante, é claro que vai soar igual, mas isso não quer dizer que uma festa de Deep House vai ser igual, ou que o mainstage de um festival também vai parecer a mesma coisa. A variedade é a chave, às vezes você só não encontrou seu estilo. Se você curte hip hop, uma festa de trap pode te atrair, se curte rock, talvez sua área seja dubstep.

3 – A integração da Música Eletrônica dentro da cultura pop

PopEDM

Às vezes você pode torcer o nariz quando ouve a palavra “Música Eletrônica” e pensar: “Aquela música lá que toca em balada“, mas o que você pode não notar é que ela já toca nas rádios faz tempo e inclusive grandes artistas pops tem se rendido, como Ariana Grande, Nicky Minaj, Tailor Swift, Selena Gomez e recentemente Justin Bieber.

4 – Quase um bilhão e meio de views nessa belezinha aqui

Além de Lean On ser a música mais tocada no Spotify de todos tempos e o americano Diplo (Major Lazer) ser o artista mais procurado no Shazam.

5 – Sabe a Eurocopa, é aquela copa do mundo sem Brasil e Argentina, pois é, a música tema dela foi produzida pelo David Guetta

Só um dos principais eventos esportivos.

6 – E por falar em David Guetta, quem nunca ouviu os sucessos do francês que já trabalhou com diversos artistas do pop e rock?

Guetta

Clássicos como Play Hard com Ne-Yo, Hey Mama com Nicki Minaj, Titanium com Sia ou músicas históricas como Love Don’t Let Me Go (Walking Away) , são parte da carreira desse que é um dos DJs mais famosos do mundo.

7 – Ainda falando de superstars, Calvin Harris é um dos artistas mais bem pagos do mundo e atingiu o top 1 da billboard inúmeras vezes, seu último hit com a Rihanna, bateu recordes em diversos países.

Rihanna e Calvin Harris no Pre-GRAMMY
Rihanna e Calvin Harris no Pre-GRAMMY

Ah, mas é com a Rihanna né… Pois é, até seria isso, se todos os últimos hits do Calvin Harris não tivessem atingido o top da Billboard também

8 – Festivais que movimentam a economia do país, como Lollapalooza, Tomorrowland, Electric Daisy Carnival e Ultra Music Festival

imagens

Diz que não é fã de música eletrônica, mas quer ir no Tomorrowland.

9 – Festivais multi culturais como Universo Paralello, Soulvision, Samsara, Adhara, que oferecem muito mais do que só música eletrônica

up

Nesses tipos de festivais, menos comerciais, se prega muito princípios básicos como amizade, respeito, união e amor. Podem se ver pessoas de todas raças e culturas juntas, dividindo e acumulando experiências, unidas principalmente pela música.

10 – Baladas voltadas exclusivamente para Música Eletrônica não são pra ”pegação”

F

Ou vocês acham que a música é alta lá para o que? Conversar?

11 – Antes da “Eletrônica”, tem a “Música”

Não é porque a Música é Eletrônica, que ela deixa de ser Música, correto? E muitas vezes são usados instrumentos reais junto com sintetizadores pra criar uma harmônia perfeita entre sons orgânicos e sons sintéticos.

12 – Música Eletrônica também é uma arte

Como qualquer outro estilo, existem as obras-primas que se destacam pela sua forma diversificada de abordar a música, tornam-do assim arte. Seja contando histórias sem ao menos uma palavra, ou por tamanha complexidade. A música eletrônica é uma forma de arte!

KSHMR – The Lion Across The Field EP

Eric Prydz – Opus

Porter Robinson – Worlds (Full álbum)

 

Claro, entendemos que o site Buzzfeed tem uma outra visão, que não deve ser tão levada a sério, mas também devemos defender nossa bandeira e sempre apoiar nossa cena eletrônica, por isso, mesmo que tudo seja levado na brincadeira, estamos lutando para deixarmos de ser “aquele povo doido que só ouve putz putz” ou ouvir os comentários “esses lugares só tem gente drogada” que estamos cansados já. E ao site Buzzfeed Brasil, aguardamos uma lista sobre o lado bom da música eletrônica hein!

Sobre Redação WiR