18 de dezembro de 2018

Batemos um papo exclusivo com Kungs durante sua turnê de Carnaval

Valentin Brunel, conhecido como Kungs, é o francês que anda dominando as paradas mundiais com seus hits. Com 21 anos, o francês mostra que não está para brincadeira e está vivendo o seu maior sonho: produzir músicas e tocá-las para diversas pessoas de todo o mundo.

Valentin, começou a produzir com 16/17 anos de idade e em menos de 2 anos, já estava bombando nas plataformas digitais com seu remix de “This Girl” do trio Coookin’ on 3 Burners. Que atualmente já cumula quase 500 milhões de plays no Spotify.

Durante sua apresentação no Brasil, nós batemos um papo com ele antes de sua apresentação na Audio Club. Confira a seguir:

Bom, é sua segunda vez aqui no Brasil, especialmente durante o Carnaval. Então, conta pra gente, o que você mais gosta aqui no Brasil?

O que eu mais gosto é essa energia calorosa no Brasil, especialmente durante o carnaval. O público também é incrível, sempre com um grande sorriso no rosto, então, eu estou muito feliz em estar de volta e não vejoa hora de tocar hoje a noite!

E o que mudou desde a última vez que você veio para cá na sua carreira?

Eu conheci diversos lugares e conheci diversas pessoas novas. Eu acho que agora eu estou trabalhando com um time incrível, eles são da Holanda e são incríveis. Eu descobri diversas coisas novas, tive diversas experiências novas. Então, agora eu quero fazer novas músicas e um álbum novo. E eu não vejo a hora de poder lançar minhas novas músicas!

Agora falando sobre “More Mess“, como foi o processo de criação nessa track?

Sim, é um novo instrumental que eu tive por muito tempo no meu laptop. Eu amo ele, então tentei fazer com que parecesse no estilo de “funky old school vibes por diversão mesmo. Então, eu tive os vocais de Olly Murs e depois Coely.

Ela é uma cantora belga e rapper, e eu a conheci em um backstage dois anos atrás. Ela é uma garota incrível e Olly Murs também é incrível! Então, foi incrível fazer uma música com esses dois. Eu estou muito orgulho desse resultado.”

E como você escolhe os artistas que você faz as colaborações?

Bom, por exemplo, Luke Pritchard é meu ídolo há muito tempo, porque ele toca na banda The Kooks que é minha banda favorite desde sempre. Então para mim, foi uma grande honra em poder trabalhar com ele.

E também, por exemplo, com o Richard Judge, ele é um incrível cantor e eu descobri ele através de uma música que ele tem com o Robin Schulz (Show Me Love), então foi muito legal de trabalhar com ele.
Então, basicamente são pessoas no qual eu conheço pelo Twitter ou Instagram. Eu sou muito fã do trabalho deles, então, eu só mando uma mensagem do tipo “hey, vamos trabalhar juntos” e é bem natural.

Você mencionou que um dos grandes momentos da sua carreira no ano passado foi o Coachella. Como foi essa experiência para você?

Foi insano, porque é um festival que eu acho que todo artista desse planeta sonha em tocar. Emtão, para mim foi um sonho realizado. E eu fiquei muito feliz porque o público estava muito receptivo e a energia foi incrível. Eu tive um momento ótimo lá, descobrindo novos artistas e também assistindo meus artistas favoritos como: Róisín Murphy, ele trouxe uns 8 músicos para o palco e foi muito incrível porque você assiste todos os músicos que você ouvia quando era pequeno, bem ali, na sua frente tocando. Então, foi um dos melhores shows da minha vida!

E quais são os seus planos para esse ano? O que podemos esperar de Kungs?

Sim, terá muita música nova esse ano! Estou trabalhando em um álbum com uma pegada de “disco” e “funky“. Eu tenho indo bastante em estúdios em Los Angeles e Nova Iorque, especialmente em Los Angeles porque eu estou trabalhando em muita música nova. E eu estou muito feliz, pois elas possuem uma vibe feliz. Então, sim, muita música nova e claro turnê de verão (europeu).

Bom, você sabe que é Carnaval aqui no Brasil e nós gostaríamos que você fizesse uma playlist “Carnaval com Kungs” com algumas músicas que você gosta e as pessoas iriam gostar ouvindo durante essa época festival, ok?

Hmmm, primeiramente eu diria… Eu estava escolhendo essa música de manhã, porque eu sei que no Brasil é muito famosa, tipo: MC FiotiBum Bum Tam Tam” (risos). Eu também escolheria “Na Sua Cara” do Major Lazer, como também alguma track do Alok, porque ele faz muitas tracks boas e eu sei que ele é brasileiro. Eu escolheria o Bruno Martini também, e só pela vibe de verão, eu diria o último álbum do Calvin Harris que está incrível!

Sobre Amanda Nakao

Amanda Nakao
Viciada em criar pautas para DJs e ir a shows de música eletrônica.