18 de setembro de 2019

Confira como foi a High Paradise

Com tantos eventos grandiosos aparecendo no Brasil, é sempre bom continuar procurando atentamente por alguns que podem passar despercebidos aos olhos dos menos atentos, e nós da Wonderland In Rave sempre estamos de olho nesses eventos que as vezes acabam chamando muito mais atenção e se destacando mais até do que os super festivais. Estamos falando da High Paradise, uma open air voltada ao psy-trance e techno, no qual estávamos presentes nesse último dia 11 de julho e essa foi nossa visão da festa:

Chegando no local do evento, o já conhecido Sopé, que recebeu eventos como Shivanéris entre outros voltados ao high bpm, vimos um local bastante acolhedor com aquela atmosfera de festivais, tudo bastante organizado, não tivemos muitos problemas para entrar, revista tranquila e rápida. Prosseguindo para o palco, que estava bem decorado e com uma linda tenda para decoração e proteger do forte calor que ainda estaria por fazer. Uma pequena caminhada pelo evento para conferir o ambiente e passar no bar, que estava com preços justíssimos e logo voltamos para o palco, aonde a aventura se iniciaria.

HP

Foto por: Habitat
Grandes nomes se apresentação na High Paradise, vamos resumir os destaques:

THALES DUMBRA
O brasileiro revelação começou a sequência aguardada de progressive trance, com o estilo marcante de prog ”brazuka”, vocais e mashups com tracks conhecidas, Thales mostrou que o Brasil vem crescendo cada dia mais na cena trance;

VEGAS
Um dos maiores exponentes da vertente no país, utilizando de seus vocais brasileiros e melodias étnicas, Paulo Villela mandou clássicos como Raulzito que levou a pista ao delírio. Com certeza foi um dos grandes nomes do evento;

RUBACK
Ruback
Foto por: Habitat

Esses dispensam apresentação os irmãos Schmidt aonde passam são sempre os destaques, com um som totalmente futurístico e inovador, eles sempre chamam atenção, mesmo disputando com um time de peso no line up, eles foram um dos melhores do evento, senão os melhores. Tocando junto com o amanhecer hits como Jack Sparrow, The Hobbit, Technoholic entre outras que levantaram poeira no dancefloor! São com certeza dois prodígios da cena brasileira.

ZYCE
Zyce
Foto por: Habitat

Este sérvio já caiu na graça de nós, com seu carisma e energia em cima do palco, ele levanta multidões por onde passa e na High Paradise não foi diferente, Zyce trouxe toda energia de sempre e a galera respondeu do melhor jeito, dançando sem parar! Com sua linha retilínea e séria, com leves pitadas de techno, Zyce tocou Apollo 13 e cativou a pista com sua collab com Liquid Soul, Anjuna, um dos hinos do trance atual.

DAY DIN
Day Din
Foto por: Habitat

O alemão Day Din ficou encarregado da linha mais comercial do progressive, com seu estilo Offbeat marcante e suas músicas mais alegres e dançantes, chamou a pista para o front e assumiu a responsabilidade de comandar a pista com o sol escaldante. Mandou diversas faixas novas ainda não lançadas einovou bastante no live set.

MANDRAGORA
Uma das grandes revelações do prog, criador do chamado Future Prog, uma mescla de diversas vertentes com o prog trance, ele realmente fez uma salada de vertentes no seu live, uma apresentação muito bacana e extremamente energética. Desde Minimal em 128 até high tech em sabe-se lá quantos bpms ele tocou, claro que as clássicas Carrousel e Wild Wild West foram o ápice do set.

CHAPELEIRO
Chapeleiro
Foto por: Habitat

Criador do Brutal Bass, o Minimal Prog, ou apenas Chapeleiro, esse foi a primeira atração de ”low bpm” do evento e logicamente não decepcionou os fans, com seu bassline brutal já conhecido e seus vocais pirados e engraçados, como ”a violência resolve tudo” e ”já chegou o disco voador”, Chapeleiro com certeza merece o reconhecimento que conquistou e fez uma grande apresentação!

O núcleo da High Paradise nós impressionou com a qualidade do evento e estamos bastante feliz que ainda existem pessoas que prezam por fazer eventos de qualidade, que visam o público em primeiro lugar. Estamos aguardando ansiosamente a próxima edição e que seja ainda melhor, para podermos acompanhar a evolução desse que foi um dos melhores eventos até o momento do ano. Muito obrigado e até a próxima WiR On The Road!

 

Sobre Redação WiR