16 de agosto de 2017
Hardwell

Confira nossa entrevista exclusiva com Hardwell no Electric Zoo Brasil

Hardwell, nome artístico de Robbert Van de Corput, é um DJ e produtor musical holandês de progressive e electro house. Depois de assistir a um programa sobre DJ’s holandeses (um deles Tiësto, que sua inspiração) na MTV com 13 anos de idade, ele se inspirou a começar a discotecar. Em 2009, após o sucesso de seu remix em “Show Me Love vs. Be“, ele produziu vários singles de sucesso como “Spaceman“, “Apollo” e  “Young Again“.

Em 2010, ele fundou sua própria gravadora, a Revealed Recordings. Em 2013 e em 2014 foi considerado o melhor DJ do mundo, na frente de várias lendas da música eletrônica, como Armin van Buuren, David Guetta e Tiësto.

Conversamos com exclusividade com Hardwell durante sua rápida passagem pelo Brasil, confira:

WiR: Como você tem tempo para gerenciar sua carreira sendo DJ e tomando conta da Revealed Recordings ao mesmo tempo?

Hardwell: Bom, minha vida é muito estressante, sabe? Mas é algo muito bom, pois produzo minha própria música, viajo ao redor do mundo, gerencio minha gravadora, tenho meu próprio show na rádio e gerencio alguns talentos, então é bem divertido. Eu amo trabalhar com música, amo estar cercado por pessoas que amam música, então eu nunca penso que isso é um trabalho.

WiR: Você já possui importantes conquistas em sua correira. O que você irá fazer a seguir? Pode nos contar algumas coisa nova?

Hardwell: Eu estive trabalhando em muitas músicas diferentes, não somente progressive ou ‘big room’ como o pessoal fala. Sempre fui um grande fã de música, então gosto de fazer o que eu gosto no momento, pois acho que estou numa posição em que posso fazer isso hoje. As pessoas gostam disso, eu meio que experimentei algumas coisas no Ultra Miami e as pessoas gostaram muito.

WiR: Eu gostei muito…

Hardwell: Obrigado! Vocês podem esperar muitas outras músicas do Hardwell em breve.

WiR: Como você vê a EDM hoje? Qual você acha que será o futuro da cena?

Hardwell: Oh, dance music é algo que sempre foi tão conhecido como hoje, muito grande nos Estados Unidos e vem crescendo cada vez mais na Asia. Acho que devemos ficar orgulhosos em ver onde a dance music chegou, ela veio do underground ao mainstream e ficará assim por mais alguns anos. Muitas coisas contribuem para dance music, todos os dias existem novos blogs, novos artistas que começam pela dance music, então isso faz com que as pessoas se envolvam mais e mantenham o interesse comparado a outros gêneros que possuem sempre o mesmo som, então ela sempre será interessante.

WiR: Você toca muitas músicas brasileiras quando está em solo Brasileiro. Ano passado você se apresentou no Ultra Brasil e encerrou seu set com uma música chamada “Michael Douglas”. Como você achou essa música e por quê decidiu toca-la?

Hardwell: Bom, sou um grande fã da música brasileira, pois é algo que nos afeta e me inspirou desde o começo, e por isso decidir tocar “Baile de Favela” também. Alguém me deu a “Michael Douglas” e eu realmente amei a música! Eu estava tentando algo louco no final da noite, queria encerrar o Ultra com uma música local, eu realmente queria fazer algo diferente aqui no Brasil, então por isso eu decidi encerrar meu set com essa música…

WiR: Isso foi muito inesperado…

Hardwell: Eu gosto de ser inesperado!

WiR: Falando sobre os DJs e produtores brasileiros, o que você acha do Bruno Martini, Vintage Culture e Alok? Existe a possibilidade de trabalhar com algum deles um dia?

Hardwell: Eu definitivamente diria que sim! Eu estou sempre aberto a novas colaborações e todos eles são ótimos! Mas eu devo dizer que a nova música que o Bruno Martini me enviou, “Living On The Outside”, é realmente muito boa e me impressionou muito! Ele tem um futuro brilhante pela frente.

WiR: Você está sempre ajudando novos artistas, então quem você acha que será o próximo Dyro ou Dannic da Revealed?

Hardwell: Oh, essa é uma difícil.. Eu nunca diria quem será o próximo Dannic ou Dyro, pois eu sei como foi pra mim ser sempre chamado de o “próximo Tiesto”! Eu quero o ser o “próximo Hardwell”, sabe? Eu quero ser eu mesmo… Thomas Newson, Kill the Buzz estão com ótimas músicas para serem lançadas, Kura também é um dos meus produtores favoritos na gravadora, ele está sempre fazendo música no ponto certo, faz grandes apresentações.. então eu diria realmente para manter um olho em Kura.

WiR: Em 2015 você fez um evento chamado “World’s Biggest Guestlist” para ajudar na educação de pessoas carentes na India. Esse ano você se apresentará lá novamente. Pode nos dizer um pouco mais sobre esse projeto?

Hardwell: Eu comecei minha própria fundação, cujo o nome é o mesmo do meu álbum – “United We Are”. Queremos ajudar na educação das crianças na Índia, dar a chance de irem para a escola, construímos algumas.. O nosso primeiro projeto “World’s Biggest Guestlist” aconteceu em 2015 e agora eu estou retornando 2 anos depois, no dia 3 de dezembro de 2017, com minha fundação “United We Are” para ajudar ainda mais crianças e construir muitas outras escolas.

Comentários

Sobre Yohan Augusto

Yohan Augusto
☁️ Behind everyone's favorite song, there is an untold story.