18 de setembro de 2019
Bass Generation #2 especial Halloween

E-Cologyk e Caio Mass falam sobre a cena do Bass Music e a festa Bass Generation

Com a cena do bass music crescendo ao redor do mundo inteiro, artistas como DJ Snake, The Chainsmokers e Marshmello ganham cada dia mais destaque e assim a cena vai ganhando mais espaço no Brasil também.

A festa Bass Generation vem se tornando uma marca registrada dentro do Clash Club, chamando atenção por sempre apostar em talentos do bass music brasileiro. Na próxima edição que será realizada nessa sexta-feira (25) de novembro, artistas como Iccarus, Caio Mass, DVBA, Babylons P, TIN, GRACIO e GuGa Higa se apresentaram nessa edição especial chamada Bass Generation in Wonderland, que será feita em parceria com a Wonderland In Rave.

Nós conversamos com os residentes do Bass Generation, E-Cologyk e Caio Mass, sobre a cena do Bass Music no Brasil e no mundo e também perguntamos um pouco sobre essa festa que está conquistando os fãs em SP.

ENTREVISTA:

1 – Como vocês vêem a cena do bass music no Brasil? Está crescendo? Ainda precisa de mais espaço? 
[Ecologyk & Caio Mass]
Vemos como uma cena que esta crescendo e com potencial pra crescer muito mais! Com certeza precisa de mais espaço, união e organização, é isso que estamos fazendo na BASS Generation, passando por todas as vertentes do BASS, interagindo e transmitindo muita alegria com o público, como já acontecia nas festas de EDM. 
2 – Artistas como Tropkillaz, IYFFE e Ruxell são internacionalmente conhecidos, porém acabam não fazendo tanto sucesso no país, qual o motivo disso?
[Ecologyk & Caio Mass]
Tropkillaz tem uma base de fãs grande por aqui sim! mas é um público voltado mais pra cena de Rap do que no Eletrônico, isso porque o Laudz e o Zegon já têm uma história grande nesse meio!
E o que realmente falta aqui é uma história do BASS, festas contínuas, mais organizadas, em lugares estruturados e com bom soundsystem! 
3 – Nós vemos a cena do Bass Music crescendo cada vez mais ao redor do mundo, diversas gravadoras tem apostado no Trap e Future Bass, pra vocês o Bass Music será a nova tendência para 2017?
[Ecologyk & Caio Mass]
Bass Music já é realidade em outros países! E acreditamos que no Brasil vai ser a ”evolução” do EDM, uma porta de entrada pra galera mais nova começar a gostar de música eletrônica, ouvindo por exemplo The Chainsmokers e DJ Snake, que é um tipo de som mais animado e a cena ta carente disso aqui.
4 – Ano que vem já temos artistas como Flume, Marshmello e The Chainsmokers confirmados para o Lollapalooza, isso seria um indicio que o bass vai vir forte em 2017 no Brasil também?
[Ecologyk & Caio Mass]
Total! O crescimento das vertentes de Bass é inegável e muito legal para a música eletrônica no Brasil, por ser algo diferente. 
5 – Quais novidades que vocês tem para mostrar pra galera?
[Ecologyk]
Dia 14 de Dezembro tem música nova, free download pela ”Youth Energy”, uma nova gravadora BRASILEIRA que tem focado muito no BASS! A música se chama ”Milkaholic” e foi feita com os vocais de uma cantora brasileira, Milkee.
E em breve também um single na SONY MUSIC com clipe!
[Caio Mass]
O Projeto Caio Mass vem totalmente focado no que eu gosto, muito Dubstep, Bass House e Electro! Quero também fazer Future Bass, Hybrid Trap… não to preso a nada! será minha válvula de escape. O próximo lançamento é dia 29 de Dezembro pela Phouse, free download pra galera!
6 – A festa Bass Generation já é tradição no Clash Club, atraindo a atenção dos bassheads, quais os planos pra essa festa em 2017?
[Ecologyk & Caio Mass]
Muita festa temática explorando todas as vertentes de Bass, com muitos novos talentos! Passando do Moombah até o Drum’n’Bass e um pouco de Hip Hop! E com o tempo e a festa crescendo mais, queremos trazer atrações como o Tropkillaz, e até algumas atrações internacionais! São MUITOS planos, mas como dissemos, leva tempo, contamos muito com o apoio da galera pra fazer isso acontecer!

Sobre Redação WiR