24 de maio de 2019
Tomorrowland Brasil terá chuva de meteoros Líridas

E assim foi o último dia da Tomorrowland Brasil

Nesse sábado (23), foi realizado o último dia do festival Tomorrowland e os fãs que compareceram nesse último dia tiveram momentos que jamais vão esquecer, um festival épico.

Com os portões abrindo às 13 horas, os fãs já se direcionaram para o evento onde acompanhariam grandes nomes do House, Techno, Deep House. O sábado estava bastante focado nas batidas mais lentas da eletrônica, com artistas da Diynamic de Solomun e D.O.C. de Gui Boratto. Além do palco de Drum’N’Bass hospedado por ninguém menos que o mito brasileiro DJ Marky.

Logo no inicio, Viktor Mora & Naccarati fizeram o público que chegou cedo pular e se surpreender logo cedo. Marcelo CIC subiu no palco às 16 horas e surpreendeu com seu set bastante animado e com seu hit We Wanna Be Loved, mostrou que os brasileiros não estão atrás dos gringos. Às 17 horas o grande live act brasileiro se apresentou no palco D.O.C., Elekfantz, fizeram um live impressionante como de costume, com sintetizadores, Drum kit e vocal ao vivo, uma apresentação que é única, algo bem diferente que da nova vida a cena eletrônica. Com o hit She Knows eles levantaram o público. Também às 17 horas, Viktor Mora subiu no palco, dessa vez sozinho, para se apresentar no V-Sessions e fez uma apresentação de duas horas memorável.

Elekfantz

Nicky Romero, que era um dos mais esperados da noite, não liberou sua apresentação inteira na livestream, o que deixou muitos fãs chateados, mas o holandês fez uma apresentação muito boa e levantou o público com suas faixas clássicas. Kolletiv Turmstrasse se apresentou mais uma vez no Diynamic stage, pois o duo já havia se apresentado ano passado e novamente fez uma apresentação excelente, com um techno cheio de atmosferas e ambiências, com melodias muito bem trabalhadas.

Viktor Mora

Na sequência Steve Angello assumiu o Main Stage e nos fez lembrar o por que ele é um maestro da música eletrônica, com uma apresentação perfeita, guiando a pista do house ao progressive house, passando por electro house e altos clássicos como Be e novos hinos como Opus, o sueco mais uma vez mostrou que não precisamos sentir falta de Swedish House Mafia. Boatos surgiram que Steve estava tocando um set pré-mixado, porém, aos desinformados, ele já esclareceu em entrevista que devido a ele ter problemas em um dos ouvidos e quase ter ficado surdo, ele tenta evitar ao máximo o uso de headphones, para isso ele mixa apenas estudando suas músicas e tendo noção de onde pode fazer as viradas.

No palco Diynamic, o responsável por fechar o palco, foi o próprio boss, Solomun. Que fez uma apresentação magnífica, com sua sonoridade única e um set realmente perfeito.

E finalmente chegamos aos residentes da Tomorrowland, que ficaram encarregados de encerrar o Main Stage, Dimitri Vegas & Like Mike, que mais uma vez mostraram o por que são chamados de reis do Tomorrowland. Tocaram clássicas como The Hum, agitaram a pista e estrearam muitas tracks novas, o ápice foi com o novo hit Arcade, no qual Ummet Ozcan subiu no palco para tocar junto com o duo, uma apresentação épica para encerrar o evento!

E assim foi o nosso resumo do último dia da Tomorrowland aqui no Brasil! Em breve teremos muitas entrevistas exclusivas para compartilhar com vocês. Então fiquem ligados no nosso portal e redes sociais! Até a próxima.

Sobre Redação WiR