MITA (BR) faz sua estréia na Klandestine e é uma das promessas do Tech House no Brasil

Nesse período de quarentena, estamos acompanhando diversas novidades de DJs e produtores, desde lives, colaborações e lançamentos de músicas, para compensar a ausência de shows. O que resulta no público sedento por novidades e consumindo ainda mais as plataformas de streaming em busca de um novo som e um novo artista para acompanhar.

Na sexta passada (20), tivemos o lançamento da tão esperada faixa, que muita gente vinha pedindo desde o ano passado: Superbowser, colaboração de FractaLL x Rocksted com o Vintage Culture. E para sequênciar essa onda de lançamentos da Klandestine, o duo paulistano MITA (BR) faz sua estréia na label com “Get It”, juntamente com Guigak.

A track, segundo a dupla, possui uma pegada mais elegante com um toque “gangsta”, que tem sido tendência dentre os produtores brasileiros atualmente. Com bassline inspirado nos timbres utilizados por Hector Couto, “Get It” coloca o MITA (BR) como um dos projetos mais promissores de Tech House dessa nova geração. Ela foi lançada hoje (29) e já está disponível para free download.

Além de emplacar um lançamento de peso numa das principais labels de música eletrônica no Brasil, os paulistanos seguem crescendo sua presença em gravadoras internacionais. O projeto acaba de lançar também a track “Funky” pela expressiva gravadora americana Rawsome Recordings. A música já ganhou notoriedade por estar presente no V.A da label, o Raw Cuts 002 em todas plataformas digitais.

Formado por Luis Redfern e Matheus Magaldi, o MITA (BR) surge como uma das revelações do Tech House brasileiro. Com pouco tempo de carreira, já emplacaram tracks em labels relevantes como Huambo, Prison Entertainment, Low Groove e Brazuka Music. Além disso, tem como um dos pontos altos da carreira uma participação especial durante o set do britânico Biscits no Só Track Boa São Paulo 2019. Com um crescimento meteórico, a dupla paulista segue se dedicando a novas produções, e trazendo para a pista um estilo único e envolvente.

Amanda Nakao

Viciada em criar pautas para DJs e ir a shows de música eletrônica.