15 de outubro de 2018

Após o Miami Music Week, batemos um papo exclusivo com o duo holandês Lucas & Steve Lucas & Steve são donos de tracks enérgicas que bombam em todos os lugares

Lucas de Wert e Steven Jansen, são o duo holandês mais queridinho da Europa. Com tracks diferentes, enérgicas e viciantes, Lucas & Steve anda crescendo cada vez mais no cenário e sendo premiados por tal talento.

O duo que esteve pela primeira no Brasil no Federal Music em 2016, não vê a hora de voltar para nosso país e estão repletos de novidades, lançamentos e turnês. Em bate papo exclusivo, Lucas & Steve nos contaram um pouquinho mais sobre como andam a carreira deles. Confira:

No começo de Março, vocês ganharam no BUMA Awards com “Up Til’ Dawn“. Como vocês se sentem em relação à isso? Especialmente porque é uma grande premiação na sua cidade natal.

Sim! Todo ano BUMA Awards premia artistas por suas rádios. Este é o seu segundo ano consecutivo em que recebemos este prestigiado prêmio. Isso realmente é incrível, é uma grande honra!

Sua colaboração com o Bassjackers tem quase 17 milhões de streamings no Spotify. E também, todas suas tracks são um grande sucesso. Nós sabemos que vocês possuem um jeito muito pessoal de produzir as músicas de vocês e nós gostaríamos de saber quais são suas inspirações para criar um grande hit?

Nós não temos apenas uma inspiração singular. Nós ouvimos muita música de diferentes gêneros. Nós nos inspiramos com os pequenos elementos em diferentes tipos de música que gostamos e combinamos com nosso próprio som para torná-lo mais único. Eu acho que isso é reconhecível pelo nosso som, já que produzimos uma grande variedade de
músicas; Às vezes, especialmente destinado a festivais e clubes e às vezes para relaxar (mais streaming e rádio-minded).

Existe algum artista com quem vocês ainda não tiveram a oportunidade de trabalhar e vocês mal podem esperar para que isso aconteça?

Absolutamente! Ainda há muitas pessoas que admiramos por suas produções ou composições. Trabalhar junto com caras como Axwell & Ingrosso, Gallantis, Tiësto, Chainsmokers ou KSHMR seria incrível, só para citar alguns. Mas também colaborar com artistas na cena pop comercial seria divertido.

Vocês já pensaram em criar sua própria gravadora?

Claro! Isso é algo que agendamos para o futuro. Seria tão bom ter uma marca própria!

A última vez em que conversamos foi no Federal Music em Brasília. E bom… Está na hora de vocês voltarem, não? Vocês possuem algum plano de irem pra o Brasil este ano?

Com certeza é hora de voltar ao Brasil! A última vez que tocamos lá, nós nos divertimos muito e ficamos emocionados ao encontrar nossos fãs lá. Nós não temos nenhum show marcado para o Brasil no momento, eu acho. Espero que possamos fazer acontecer este ano!

E falando sobre sua carreira, quais são seus planos para este ano? Existe alguma colaboração, EP, chegando?

Estamos prestes a lançar uma nova música a todo momento. Em fevereiro, lançamos nossa faixa “You Don’t Have To Like It” com Janieck nos vocais (ele é famoso por sua faixa com Lost Frequencies – Reality). Esta música está indo muito bem nas rádios e Spotify. Super emocionante! Além dessa música nós lançamos agora em abril, uma daquelas tracks que é para agitar os festivais durante a temporada. Ela se chama “Source“, que é uma música de clube, muito enérgica e melódica. As reações são ótimas e funcionam muito bem em nossos sets. E também já está disponível no Spotify. Os próximos meses para nós serão repletos de muitos festivais em que estamos tocando, então tivemos que preparar muitos lançamentos, mas estes serão lançados nos próximos meses!

Sobre Amanda Nakao

Amanda Nakao
Viciada em criar pautas para DJs e ir a shows de música eletrônica.