Armin van Buuren fala sobre novas produções, turnê no Brasil e ASOT 1000

O nosso entrevistado desta semana é ninguém menos que Armin van Buuren. Eleito 5 vezes o DJ número 1 do mundo, Armin vem com ascendência em 2022 com boas músicas e colaborações curiosas que exploram todas as esferas e estilos da música eletrônica.

Responsável pela maior marca do movimento Trance no mundo, o DJ e produtor holandês conquista públicos por onde passa. E nessa pegada, conversamos exclusivamente com o “Rei do Trance” sobre sua carreira e outros assuntos pontuais.

WiR: Em seus últimos lançamentos vimos produções bem diversificadas com diversas colaborações em variados estilos. Veremos mais disso em 2022?

Armin van Buuren: Como artista, estou sempre procurando diversificar meu som. Isso é o que me inspira e me dá energia. Então, embora eu não possa prever que tipo de faixas farei neste ano, gostaria de pensar que meu tempo de estúdio renderá muitos resultados criativos, além das faixas mais puxadas para o trance que certamente será lançado em 2022.

Recentemente, o astro holandês lançou ‘Human Touch‘ com as vozes de Sam Gray. E foi confirmado mais um poderoso lançamento com Reinier Zonneveld, ‘We can Dance Again‘, que sairá nesta sexta (18). Além da colaboração anunciada, Armin van Buuren e Reinier Zonneveld farão uma apresentação exclusiva em um local secreto na Holanda, porém a data ainda não foi anunciada.

WiR: Continuando nesta parte de produções, a faixa “Human Touch” leva para alguns traços de “Piano House”. Como foi o processo de tornar uma música leve e agradável aos ouvidos com os vocais de Sam Gray?

Armin van Buuren: Eu amo o poder do significado da letra. Sinto que a faixa carrega uma forte mensagem de portas se abrindo novamente, então eu queria criar uma versão para rádio e uma versão club para ajudar a espalhar essa mensagem para o maior número de pessoas possível. Sam Gray me mandou os vocais e eu produzi duas versões que ele amou!

WiR: Você viria para o Brasil em janeiro, mas infelizmente não aconteceu. O que podemos esperar do seu retorno em setembro? Além disso, há alguma possibilidade de vê-lo no Rock in Rio?

Armin van Buuren: Eu adoraria tocar no Rock in Rio! Eu também iria tocar no Lollapalooza Brasil 2020, mas infelizmente foi cancelado pelo Covid. Faz tanto tempo que eu não vejo meus fãs brasileiros, então mal posso esperar para voltar em setembro e torná-lo uma experiência memorável!

WiR: Falando de Brasil, nossos artistas estão se destacando com lançamentos na Armada Music. Você já teve um lançamento com Alok e apoio com outros artistas em sua gravadora. Você tem planos de fazer colaborações com outros artistas brasileiros?

Armin van Buuren: Sempre estive disposto para trabalhar com qualquer pessoa desde que tenha uma boa ideia e traga uma nova perspectiva na mesa, e acredito nisso até hoje. Há muitos artistas incríveis emergindo da cena musical brasileira no momento, então definitivamente há algum interesse do meu lado, caso essa oportunidade aparecer. Quem sabe apareça no decorrer do ano!

WiR: O ASOT 1000 será o maior encontro de trance do mundo. Você poderia nos dar algum spoiler do que está planejando para esta celebração histórica no ano que vem?

Armin van Buuren: Estamos planejando fazer um set especial na sexta-feira, um dia antes do evento principal no sábado. Espero que possamos encaixa isso, porque eu realmente quero dar algo especial aos fãs que esperam por esse momento há muito tempo.

 

Editor-Chefe deste portal, sempre ouvindo algo diferente do comum...