18 de dezembro de 2018

Confira nosso bate papo exclusivo com o Bingo Players Atualmente Bingo Players lançou um remix de 'Everybody' sua track em colaboração com Goshfather

Recentemente entrevistamos Maarten Hoogstraten do Bingo Players – anteriormente conhecidos por serem um duo. Marteen, conheceu seu antigo parceiro através de seu irmão. Paul Baümer, foi seu companheiro durante 15 anos, até falecer de câncer em 2013. Aliás, Marteen considera dois momentos cruciais de sua vida: quando foi lançado o programa “ProTracker” e quando ele conheceu Paul.

Bingo Players se formou e foi sucesso em sua cidade natal instantaneamente. Logo estavam fazendo turnês mundiais, e no auge de seu sucesso ocorreu essa perda. Houve uma grande manifestação de apoio da comunidade EDM por seus colegas como: Hardwell, Steve Aoki, Kaskade, Skrillex e Armin van Buuren prestando tributo às mídias sociais, pessoalmente e na imprensa.

Maarten ficou atordoado e não sabia o que fazer. Mas os últimos desejos de Paul era para seu melhor amigo e parceiro musical que continuasse fazendo música. Após um tempo de hiatus, Bingo Players voltou para dar continuidade ao legado que criou com seu melhor amigo. Aproveitando o lançamento de material novo, batemos um papo exclusivo com ele. Confira:

Você lançou um remix de sua própria track com o Goshfather. Então, qual é a maior diferença da música original para o seu remix? E por que você decidiu fazer uma nova versão?

O vocal para as duas versões de “Everybody” permanece o mesmo. Acabei de adotar uma abordagem mais profunda da pista de dança ao meu arranjo e produção do remix. A versão original que Goshfather e eu produzimos é ótima, muito divertida, muita energia boa, muito cativante e eu queria colocar algumas partes no meu remix para fazê-las se arrastar um pouco mais, intensificar as composições e ter uma nova gota que mantém o sentimento do original, mas também que fizesse parecer totalmente novo.

O que te inspira quando você está produzindo? Quem são suas maiores influências?

Eu sou inspirado pelas coisas ao meu redor, minha família, viagens, as experiências que tive na estrada. Eu tenho tantas influências. Eu sei que provavelmente soa clichê, mas é bem verdade. Eu, claro, como algumas pessoas sabem, sou um grande fã do Daft Punk, Prodigy, Chemical Brothers, mas também amo Fleetwood Mac, rock dos anos 70, Prince e muitos outros. Isso realmente depende do meu humor, que muitas vezes dita o que eu toco ou faço naquele dia. Eu tenho tantas músicas que não são para os fãs de Bingo Players, que são apenas eu me divertindo com todos os gêneros de diferença que me inspiram.

E como você definiria sua música em 3 palavras e por quê?

Inspiradora. A música dance faz você se mexer, faz você se sentir, é a trilha sonora de suas noites fora, suas festas em casa, suas longas viagens, etc.
Eterna. O dance music de alguma forma ou de outra, eletrônica ou tribal, existe desde o começo dos tempos. Eu acho que sempre haverá espaço para dance music no mundo. Cidades onde é popular e pode mudar, os produtores e os gêneros podem mudar, mas isso sempre estará acontecendo em algum lugar do mundo.
Global. Eu viajo pelo mundo inteiro me apresentando, nunca pensei que crescer em uma cidade muito pequena na Holanda que eu estaria viajando para a Ásia, EUA, Ibiza, etc. É inspirador.

Você deve receber muitas demos na Hysteria Records. Mas que tipo de música chama sua atenção quando você escuta ela pela primeira vez?

Apenas idéias e sons novos. Temos muita música que soa com o que já está lançado ou soa como um grande disco que está lançado também. Nós só queremos ter músicas originais na gravadora, que pareçam frescas. Não importa se você é um grande nome ou está apenas começando. A Hysteria tem apoiado muitos artistas em desenvolvimento e continuará fazendo isso.

Estamos curiosos para saber o que você anda ouvindo! Quais são suas 5 principais músicas no Spotify? O que você gosta de ouvir quando não está tocando ou produzindo?

Calvin Harris e a Dua Lipa em “One Kiss“. Amo a vibe dessa música. Calvin é o mestre de idéias realmente simples e que ficam cada vez mais cativantes quanto mais que você ouve.
Guetta e Garrix em “Like I Do“. O vocal neste disco é a contagiante e as produção é incrível!
Halsey, “Sozinho” no remix do Calvin Harris com Stefflon Don. A vibe nostálgica dessa música é tão boa!
Zookëper, “For Real“. Zookëper também lançou na Hysteria algumas tracks, essa música “For Real” é uma colaboração com Goshfather, possui um ótimo vocal e grande energia para a música.
Valentino Khan em “Lick It“. Ótima para a pista de dança!

O que você mais gosta no que os artistas estão fazendo agora na indústria da música?

Colocar música e fazer arte sem pedir permissão. As pessoas podem colocar músicas com muita facilidade agora e é inspirador ver a próxima geração indo em sua direção.

Faz 8 anos desde que você veio para o Brasil. Você está planejando uma turnê na América do Sul este ano?

Eu adoraria voltar! Me reservem para um show!

Sobre Amanda Nakao

Amanda Nakao
Viciada em criar pautas para DJs e ir a shows de música eletrônica.