Conversamos com o aspirante do Progressive House, o carioca Calazães

O Progressive House se estabeleceu no mercado da música eletrônica há anos e o estilo conquistou diversos corações no mundo todo. Trazendo uma proposta sentimental ou até enérgica, o estilo se consagrou em diversos palcos e festivais do planeta com artistas que carregam o “Prog House” até hoje, é o que Calazães carrega no peito em suas produções.

No Brasil não é diferente, diversos artistas buscam a essência do Progressive House em suas produções. Com isso, conversamos com um desses artistas que buscam o destaque do mercado atual nesta retomada de eventos.

Felipe Calazães conheceu a música eletrônica aos 12 anos e levou o estilo para a vida. Carioca e sempre atento aos bons estilos musicais, chamamos para o Invites para conhecermos mais a vida do artista.

Criado em Bangu, um bairro que foge das temperaturas baixas, o garoto Felipe colocou um DJ francês famoso e acabou se encantando: “Quando estava em casa, eu colocava David Guetta para ouvir e fiquei apaixonado com a energia e a música dele, eu já sentia ali que poderia viver da música.

Calazães.

Seu início como DJ foi uma oportunidade única. No carnaval, Felipe andava pelos quiosques em 2013 em busca de aproveitar um som eletrônico, até que ele achou o Malibu Beach, um quiosque em Rio das Ostras.

Lá, ele conheceu o DJ Marvin Rezende que cedeu oportunidade para tocar no local: “Eu tinha levado alguns pens drives cheios de música eletrônica para casa onde eu estava apenas para ouvir lá com meu irmão Gabriel Trigueiro. Marvin me convidou para ir lá no dia seguinte para tocar e foi assim eu toquei pela primeira vez, já estreando em um dos maiores carnavais da região dos lagos do Rio de Janeiro para aproximadamente 300 pessoas.

Em 2014, o carioca buscou aprender mais sobre como produzir e se inserir no mercado: “Eu buscava na internet como que mexia no FL Studio e fui aprendendo sozinho todos os detalhes que tinham e fui aprimorando com o passar dos anos.

Calazães iniciou produzindo mashups, bootlegs e edits, suas produções vieram a público a partir de 2016 e 2017. Além do gosto pelo Prog House, o DJ buscava referências em outros estilos para inserir em suas produções.

“Sou um cara que nunca ficou quieto em um lugar só, eu sempre tentei pegar as referências em coisas novas que surgiam no mercado. Fui aprimorando e lançava para estar presente na cena. Inclusive até me arrisquei no Future Rave, que são estilos que estão pegando muito no mundo.” – Comenta Calazães, sobre sua versatilidade musical.

Calazães chamou a atenção quando foi selecionado pelo Portal de notícias PlayBPM em um concurso para participar do evento Alive Sunset que aconteceu em São Paulo, a festa contava com o duo Matisse & Sadko e outros artistas destaques na cena eletrônica nacional e internacional. O carioca abriu o evento que era 100% voltado para o Progressive House.

Calazães no Alive Sunset em São Paulo-SP.

“Enviei meu set e dias depois fui escolhido o vencedor do contest pra tocar no Alive Sunset ao lado de grandes nomes da cena eletrônica nacional como CIC, Repow, Vee Brondi, Sandeville e Cia. Um evento inteiro dedicado ao progressive house e EDM que foi incrível e eu mal posso esperar pelo próximo!” – Relata Calazães sobre sua experiência no Alive.

Porém, com a pandemia, Calazães aproveitou para estudar e entender mais sobre produção musical e experimentar novas referências. Com isso, ele reforça o seu objetivo principal que é se tornar destaque em seu estilo para servir de inspiração a outros que estão na jornada.

“Quero aproveitar o momento para levantar o Progressive House no Brasil, levantar essa bandeira na qual os fãs sentem falta, por isso decidi seguir neste estilo. Além do lançamento que sairá nesta sexta, virão outras músicas e o ano que vem promete mais”. – Revela o DJ e Produtor Calazães.

Nesta sexta, o DJ e Produtor Calazães lança sua mais nova música “Falling (Just For You)” que está presente nas principais plataformas de áudio.

“Falling (Just For You) foi uma música que nasceu no final do ano passado. Ao longo desse ano eu fui aprimorando-a até chegar ao resultado. Com drops enérgicos e potentes, breaks atmosféricos e um vocal que se repete e soa como um mantra é um autêntico progressive house que remete aos anos dourados do gênero e da “EDM” (2010-2013).” – Relata o produtor sobre seu lançamento.

Calazães separou suas músicas prediletas do momento para você conhecer melhor o artista, confira a playlist WiR Invites deste mês:

Editor-Chefe deste portal, sempre ouvindo algo diferente do comum...