21 de março de 2019

Em bate papo, Gorgon City fala sobre seu novo single, novo álbum e Brasil A dupla britânica nos contou um pouco sobre suas inspirações e processo de criação da nova track "Motorola"

Se você nunca ouviu falar sobre Gorgon City, para tudo aí e vem cá ler! O duo britânico que já esteve pelo Brasil, anda chamando a atenção com seus últimos lançamentos que são um tanto e quanto dançantes. Kye “Foamo” e Matt “RackNRuin“, são os nomes por trás de Gorgon City, que animam o pessoal na pista de dança e conquistam todos com suas produções.

Recentemente, eles lançaram o single “Motorola” e andam dando continuidade de lançamentos em sua própria gravadora REALM Records, que foi lançada no ano passado. Tivemos a oportunidade de bater um papo com um dos integrantes, Matt, e ele nos contou um pouquinho sobre os planos deles desse ano, além de muitas novidades! Confira:

Vocês lançaram recentemente “Motorola“, que é uma música que traz uma vibe nostálgica e underground. Então, nós queremos saber como foi o processo de criação dessa track?

Bom, no último verão (europeu), quando nós estamos tocando e um pouco longe da mídia, em algum lugar em Londres, nós decidimos fazer algo simples… Era uma segunda feira e surgiu a ideia de Motorolla. Nós tentamos captar toda a energia, diversão e toda essa vibe do local e testamos ela tocando em alguns clubes no Reino Unido, como também em Ibiza. O público respondeu muito bem com a track e nós sabíamos que ela era muito boa. Então, nós voltamos ao estúdio e terminamos ela. Tentamos pegar diferentes samples, batidas, coisas diferentes. E nós estamos muito felizes em termos lançado ela em nossa gravadora. Antes nós não tínhamos uma gravadora e agora nós temos e podemos lançar nossas coisas nela. Nós estamos muito felizes com isso.

De onde veem as inspirações de vocês? O que mais inspira vocês quando vocês estão produzindo?

Hmmm, nós podemos dizer que nós inspirações estão na Europa. Como sempre estamos no Reino Unido, nós meio que ficamos rodeados do estilo musical europeu, desde o bassline, batidas marcantes, vocais marcantes. Todo lugar que nós tocamos nos inspira bastante. Nós gostamos de coisas orgânicas, técnicas e bom… Nós estamos há um bom tempo juntos tocando e produzindo, e as coisas apenas acontecem. É muito natural nosso processo de produção.

E o que mudou em suas produções desde “Sirens” para “Grooves on The Vinyl“?

Eu acho que nós apenas continuamos esse desenvolvimento musical. Nós amadurecemos muito nossa forma de produzir, desde as técnicas, batidas… Nós atualmente estamos fazendo músicas mais interessantes, Sirens foi o nosso primeiro álbum e ele significa muito para nós. Depois começamos a fazer mais músicas undergrounds e inclusive nós vamos lançar nosso novo álbum durante o verão (europeu). Então, vocês podem esperar músicas desse tipo, coisas bem dançantes.

E como vocês descrevem a música de vocês atualmente?

Eu diria que underground, pois é algo que se destaca nitidamente em nossas produções, além dos elementos alegres, vocais pegajosos, essas coisas do tipo. Nossa música ela se encaixa em todos os momentos. As pessoas podem se divertir ouvindo elas em uma rádio, dirigindo um carro, em um clube e bom, acho que isso define bem nossa música atualmente.

Bom, a última vez que vocês vieram foi em 2015 para o EDC Brasil. Será que podemos esperar alguma turnê esse ano por aqui?

Sim! Nós já temos uma ideia de quando vamos voltar para o Brasil. Acho que em Setembro nós estamos por aí, que será durante o nosso verão. EDC foi um momento incrível para nós e não vemos a hora de voltar!

Vocês podem nos dar algum spoiler do projeto de vocês nesse ano?

Claro! Nós estamos trabalhando com artistas que nós realmente admiramos, planejando novos lançamentos, temos um novo álbum para ser lançado durante o verão (europeu), colaborações muito legais. E bom, nós já temos nosso álbum quase finalizado. Esperamos que ele seja lançado em Julho!

E para terminar, vocês têm alguma mensagem para os fãs brasileiros de vocês? Especialmente sobre as suas novas músicas!

Esperamos que vocês gostem muito de nossas novas produções. Muito obrigado pelo apoio que vocês nos dão. Mal podemos esperar para voltar para o Brasil e estamos muito felizes em poder voltar este ano.

Sobre Amanda Nakao

Amanda Nakao
Viciada em criar pautas para DJs e ir a shows de música eletrônica.