26 de março de 2019

[Entrevista] Yves V

Entrevistamos Yves V, o artista que conquistou prestígio internacional entre fãs ao redor do mundo como aclamado DJ e produtor. Enquanto suas músicas preenchem as playlists dos maiores DJs do planeta, seu nome também pode ser encontrado no line-up de algumas das festas mais prestigiadas do mundo.

Seus sets iluminaram o palco principal de eventos icônicos que incluem duas (em breve três) apresentações no Tomorrowland, Sensation, David Guetta in Concert e Mysteryland, enquanto triunfalmente conquistava as pistas de dança nas baladas mais emblemáticas da cena EDM, como Guaba, Anzu Club, Nikki Beach e Pacha.  Na estrada, suas façanhas levaram a uma série de turnês longas e estrondosas pela Indonésia, Malásia, Brasil, Chipre, Espanha, França, Finlândia, Itália, Grécia e sua terra natal, Bélgica.

A entrevista se encontra disponível em Inglês e Português.

Versão em Português:

Olá Yves, primeiro de tudo eu gostaria de te agradecer por nos dar essa entrevista. Você pode começar nos falando como sua carreira começou? Qual foi o maior problema que você enfrentou quando iniciou sua carreira?

Eu comecei há 20 anos atrás. acredite ou não! Eu era um professor e por um tempo tentei balancear as duas carreiras, eu amava meu trabalho, mas sabia que a música era minha paixão. Eu acho que esse era meu principal desafio quando comecei, deixar um emprego estável para ir em busca do meu sonho.

Como você se sente sobre ser residente do maior e mais importante festival do planeta?

A equipe do Tomorrowland é como minha família. Eu ainda fico nervoso todas as vezes que eu toco, mas nada comparado ao meu primeiro set que toquei no festival. É mais uma adrenalina de “Vamos fazer isso!”. Uma experiência incrível.

Como a residência no Tomorrowland impactou sua carreira como DJ?

Me permitiu crescer com a equipe do Tomorrowland à medida que se expandem, viajar para lugares novos, aprender coisas novas e conhecer novas pessoas, tudo o que você poderia sonhar como um DJ!

Todos os anos você vem para o Brasil para tocar em clubes como Anzu Club, Green Valley, além de nossos festivais. Como você descreve sua relação com o Brasil?

EU AMO O Brasil, um dos meus locais favoritos do mundo. As vibes, o público, a música, a energia, a comida e o clima! Tudo tão incrível!

O que você acha sobre o futuro da música eletrônica no Brasil?

Eu acho que é um momento muito emocionante para ser brasileiro e fã de música eletrônica. Nós acabamos de ter a primeira edição do Tomorrowland Brasil, em São Paulo e há um monte de novos produtores que saem do país, como FTampa. Além disso, vocês têm o clube número um do mundo: Green Valley!

Você tocou na primeira edição do Tomorrowland Brasil este ano. Essa edição superou suas expectativas? O que você espera para a edição do próximo ano?

Foi realmente incrível, eu assisti mais algumas cenas quando eu cheguei em casa e, embora eu estivesse lá, ainda me tirou o fôlego, para ver todas essas pessoas tão dentro dele! É uma experiência completa, não apenas um show. Mesmo com o calor, o público e toda a equipe fizeram um grande evento.

Qual é o seu maior sonho como um DJ?

Continuar fazendo isso o tempo que eu puder, além de continuar colaborando com artistas, cantores e produtores que eu admiro.

Na minha opinião você é um dos DJs mais humildes que eu já conheci. Você provavelmente não se lembra de mim, mas eu falei com você no Tomorrowland na Bélgica (2014) e Tomorrowland Brasil (2015), ambos na festa do Dreamville, e sua simpatia me surpreendeu. Você acha que esta é a chave para fazer um DJ ainda mais sucedido?

Obrigado! Eu não sei se isso me deixa mais bem sucedido, eu acho que é apenas importante ser gentil, apreciativo e como eu digo, fiel a si mesmo e suas crenças.

Qual DJ você trabalharia junto se pudesse?

Eu adoraria trabalhar com uma grande banda de rock como Green Day ou até mesmo o Red Hot Chilli Peppers, eu amo aquele som, mas eu também ouço um monte de techno, embora colaborações com aquela cena ficaria muito na bolha do underground.

Muito obrigado por ter tomado tempo para fazer esta entrevista com a gente. Sinta-se livre para escrever uma mensagem para seus fãs brasileiros.

Obrigado! Mal posso esperar para voltar ao Brasil! Eu estarei em São Paulo dia 12 de Dezembro, 16 de Dezembro no Rio, 28 de dezembro em Itajaí e Arraial D’ajuda para o Sundance Fest no dia 31 de dezembro, venha dançar a noite toda!


 

English Version:

Hello Yves, first of all I would like to thank you very much for this interview. Can you start this interview by telling us how your career kicked off? What was the biggest problem you had when you started?

I first started DJ’ing almost 20 years ago, believe it or not! I was a teacher and tried to balance the two for a while, I loved my job teaching but I knew music was my passion, I think that was my biggest challenge when I started, leaving a “stable” career to pursue my dream.

How do you feel about being a resident of one the biggest and most awe-inspiring festivals on planet?

The Tomorrowland team are like my family, I still get nervous every time but it’s nothing like the first main stage set I played! It’s more of a “Let’s do this!’” adrenaline rush! An amazing experience.

How has Tomorrowland’s residency impacted your career as a DJ?

It’s allowed me to grow with the Tomorrowland family as they expand, travel to new places, learn new things and meet new people, everything you could ever dream of as a DJ!

Every year you come to Brazil to play at our clubs such as Anzu, Green Valley and our festivals. How do you describe your relationship with Brazil?

I LOVE Brasil, one of my favorite locations in the world. The vibe, the crowds, the music, the energy, the food and the weather! All so amazing!

What do you think about the future of electronic music in Brazil?

I think it’s a very exciting time to be Brasilian and a fan of electronic music. We just had the debut Tomorrowland Brasil event down in São Paulo this year and there are a lot of cool young producers coming out of the country, like FTampa. Plus, you guys have the #1 club Green Valley!

You played at the first edition of Tomorrowland Brazil this year. Did this edition exceed your expectations? What do you expect for next year’s edition?

It was truly amazing, I watched some more footage when I got home and although I was there, it still took my breath away, to see all these kids so into it! It’s a full experience, not just a concert and even with the heat, the crowds and the team put on a great event.

What’s your biggest dream as a DJ?

To keep doing this for as long as I can and just keep collaborating with artists, vocalists and producers I admire.

In my opinion you are one of the most humble DJ’s I have ever met. You probably don’t remember me, but I talked to you at Tomorrowland in Belgium (2014) and Tomorrowland Brazil (2015), both on dreamville’s shows and your sympathy surprised me. Do you think this is the key to make a DJ even more successful?

Thanks! I don’t know the answer to if that’s how to be even more successful, I think it’s just important to be kind, appreciative and like I say, true to yourself and your beliefs.

Which DJs you would work together if you could?

I’d love to work with a big rock act like Green Day or even The Red Hot Chilli Peppers, I love that sound but I also listen to a lot of techno, although collaborations with that scene stay very much in that underground bubble.

Thank you very much for taking the time to do this interview with us. Feel free to write a message to your Brazilians’ fans.

Thank you! Can’t wait to come back to visit you Brasil! I’ll be in São Paulo December 12th,  Rio Dec 16th, Itajai Dec 28th and Arraial D’ajuda for Sundance Fest on Dec 31st, come dance the night away!

Yves-V-Post-Tomorrowland

Sobre Yohan Augusto

Yohan Augusto
☁️ Behind everyone's favorite song, there is an untold story.