22 de agosto de 2019

Ouça “Exposure”, EP de Raphael Piperno, brasileiro que conquistou Joseph Capriati

O caminho trilhado pelos artistas do techno costuma ser longo e crescente, mas sutil, onde o artista desenvolve sua paixão diante de diversos obstáculos e de tempos em tempos se depara com picos de oportunidades. Assim aconteceu com o paulistano Raphael Piperno, que estreia na Complexed Records, selo do respeitado DJ e produtor alemão Drumcomplex, com seu EP de quatro faixas “Exposure”. Embora seu lançamento esteja previsto para esta sexta, 26, o sucesso chegou cedo: Joseph Capriati, um dos artistas de maior evidência do techno mundial, tocou duas faixas deste EP durante um dos maiores festivais do mundo, o Awakenings, em Amsterdã.

Esses momentos, eternizados em vídeo, mostram o público europeu vibrando com os beats retilíneos e synths dinâmicos da track “Body Soul”, e com a autoridade sônica percussiva, oscilante e superabundante de “Detune”. Orientado para as pistas mais enérgicas e com características sonoras sombrias, mas fluídas, o EP apresenta ainda “The Physical” e a faixa homônima “Exposure”, ambas com sussurros e elementos reverberantes que atravessam profundamente os ouvidos dos amantes do gênero. 

Não se trata de sorte nem intervenção divina: Raphael, iniciado aos 11 anos na música erudita, relacionou-se primeiro com a dance music aos 13 anos e já aos 16 se fazia presente nas cabines dos clubs em São Paulo. Em 2010, juntou o útil ao agradável e foi até Londres aprender inglês enquanto imergia na intensa cultura eletrônica da cidade. Com os esforços do próprio trabalho, conseguiu entrar para a Point Blank, escola de música eletrônica de renome mundial já frequentada por nomes como Nicole Moudaber, Pete Tong, Claude VonStroke, Patrick Topping, Jon Rundell e Nathan Barato. 

Com objetivos claros e apreço admirável pelo auto-aprimoramento, Raphael, entre idas e vindas de sua terra natal, aproveitou os curtos trechos entre os destinos da Europa para investir em seu relacionamento com outros players do mercado, indo a conferências como o Amsterdam Dance Event (ADE), na Holanda, e o London Music Conference (LMC), na Inglaterra – neste último, tocou no showcase do selo inglês Vintage Music Label, onde realizou seus primeiros lançamentos em 2017. Desta maneira, em 2018, entre cursos, livros, encontros e intenso consumo de cultura e arte, Raphael criava novos rumos para sua história, que o colocaria posteriormente como o primeiro brasileiro lançado pela respeitada Complexed Records.    

Sob essas circunstâncias, esses holofotes e já mirando em futuros lançamentos importantes em selos internacionais , Raphael Piperno é um nome para se guardar e o EP “Exposure” torna-se um item de audição essencial para qualquer seguidor do techno. 

Ouça no Beatport – “Exposure” EP, por Raphael Piperno.

Sobre Redação WiR