25 de setembro de 2018

[Review] Power Bass surpreendeu em sua primeira edição

A Power Bass comemorou seus 8 anos de sonorização em eventos em grande estilo, nos dias 26 e 27 de Novembro fizeram uma festa épica com duração de 36 horas com muito psytrance e boas energias e a nossa equipe da WiR estava lá e trouxe todos detalhes do evento.

Chegamos por volta de 13h da tarde a festa iniciou as 10h da manhã no sitio Quero Quero em Suzano, local de fácil acesso, sem transtornos para entrar, filas rápidas,revistas entre outras, questões de preços de bares e alimentos, tudo bem acessível, até mais barato que o normal em festas grandes.A tarde foi regada de full on, a energia da festa estava simplesmente inexplicável, dava pra ver que foi feita com muito zelo e amor, cada detalhe dela foi pensado e bem executado. A pista sempre muito bem representada o publico estava radiante, um dos aspectos legais sobre o público foi a pista se manter limpa até o final do domingo, provando que é tudo uma questão de educação.

ESTRUTURA


Créditos: Vinicius Athayde

Nem precisamos comentar sobre a qualidade do Sound System da festa, apelidado de “laranjinhas” o som estava maravilhoso, com uma equalização perfeita entre graves, médios e agudos, quem ficou no front sentiu o corpo tremendo junto com as vibrações da música. A,decoração estava linda tanto de noite quanto de dia, as plaquinhas espalhadas pela pista, as cores da tenda, o palco e o letreiro escrito POWER BASS complementavam o MAIN FLOOR. O camping cheio de arvores, local bem escolhido para acolher as barracas, pois era fresco.

MAIN STAGE

Night
Créditos: Vinicius Athayde

A festa foi regada de full on groove e night na madrugada rolou dark psy, hi tech, amanhecendo com Goa, voltando ao full on groove, passando pelo progressive trance fechando com progressive dark. Todos djs representaram muito em suas apresentações, porem separamos alguns foram os destaques da festa:

Venus
Rosa Ventura veio com seu projeto de Full On Night/Dark e mostrou que os sons noturnos estão cada vez ganhando mais fãs e mais espaço na cena trance. Com tracks cheias de atmosferas e muito groove, Rosa se destacou entre os projetos de Night.

Killatk
Uma das grandes revelações do Hi Tech e sons de BPMs altíssimos, o brasuca Gustavo Castro fez a pista tremer com suas batidas intensas e efeitos psicodélicos, com suas faixas chegando até os 200 BPM. Castro tem conquistado muitos fãs dentro dos festivais e demostrou o porquê na pista da Power Bass.

Hanuman
Ao amanhecer, o projeto Hanuman assumiu a pista e mandou um som fino e moderno conhecido como Nitzho Goa que é uma fusão de Goa, Uplifting Trance com basslines mais cheios de Groove, um som bastante apropriado para a manhã, que o dancefloor respondeu com bastante intensidade.

Ital
Uma das grandes atrações da festa, o chileno Ital mostrou que ainda é um dos grandes nomes do Full On Groove, com seus sons cheio de psicodelia, muitas atmosferas, synths e basslines com a marca registrada do projeto, Ital com certeza foi um dos nomes da Power Bass.

Labirinto
Após uma tempestade no final da tarde o som ficou desligado por mais o menos meia hora, quando passou veio um sol lindo e junto com ele o renomado Labirinto abrindo com sua nova track LAB IN THE BOX, reviveu a pista, foi lindo. Labirinto manteve a energia da pista do inicio ao fim da apresentação, sendo assim talvez, o grande nome a se apresentar na festa.

ACID DROP
Veio em seguida com seu progressive trance, não deixando a pista morrer, Matheus Souza que vem se destacando nas festas com seu Progressive moderno, repleto de melodias indianas e drops com muito groove e muita musicalidade, aproveitou oportunidade pra mostrar todo seu talento na Power Bass.

CONCLUSÕES FINAIS

powerbass
Créditos: Vinicius Athayde

Um festival de primeira qualidade, com gente cheia de energia positiva, com muita educação, valores justos, decoração linda e uma sonorização com qualidade de festivais grandes. Só temos que agradecer a crew que nos recebeu muito bem e a confiança em nosso trabalho, fiquem ligados que a segunda edição da Power Bass será em Novembro de 2017, não percam pois é uma festa que vale a pena.

Cobertura: Thais Scodelario
Fotos: Vinicius Athayde
Matéria: Daniel Nakanishi / Thais Scodelario

Sobre Redação WiR