Retorno épico de Solomun ao Brasil é marcado com long set intenso e poderoso

O dia 5 de fevereiro ficará marcado na cabeça dos fãs que puderam acompanhar a apresentação de Solomun, em Interlagos, São Paulo. Após dois anos de espera, o produtor bósnio-alemão retornou ao Brasil e promoveu mais um long set inacreditável, com uma experiência intensa e cheia de vida. Aos gritos de “eu não vou embora” no final da apresentação, Solomun retornou e ultrapassou a meta de 6 horas de set com louvor.

O produtor iniciou a tour pelo Brasil no Warung Beach Club, em Itajaí, na sexta-feira (04/02), e retornou à São Paulo no sábado para se apresentar num lugar inédito, no Autódromo de Interlagos. Pouco antes do evento, a Be On Entertainment, responsável pela produção do evento, confirmou o esgotamento dos ingressos, assim como nas outras apresentações de Solomun em São Paulo, em 2018 e 2019.

Solomun retorna ao Brasil após dois anos de espera e garante long set épico e intenso em Interlagos. Foto:Gui Urban

Estrutura do evento

Com a expectativa de um evento grandioso e marcante, a estrutura não deixou a desejar e fez jus ao reencontro entre Solomun e os fãs brasileiros. Desde a entrada; com estacionamento interno e controle de passaporte de vacina, até a experiência do público dentro do evento; que contou com uma estrutura extremamente espaçosa, desde a pista, a área vip e as diferentes opções de comida e bebida com local para sentar e relaxar. Com capacidade máxima atingida, o evento que seria Open Air, contou com uma imensa estrutura coberta, para garantir a melhor experiência ao público presente no local e garantindo o conforto de todos.

Com a pista e backstage cobertos, o público por acompanhar o evento com muito conforto. Foto: Gui Urban

Apresentações

O início do evento estava marcado para às 16 horas, com shows warm up recheado de atrações nacionais. Badaró abriu as apresentações, às 16:30, seguido pelos brasileiros Valentina Luz, Rapha Fernandes, Du Serena e Edu Poppo, além claro, da outra atração internacional da noite, o DJ e produtor australiano Kaz James.

O produtor australiano Kaz James anima o público antes da apresentação de Solomun. Foto:Gui Urban

Com um warm up muito bem feito, o público já estava pronto para a chegada de Solomun, que realizou um long set de mais de 6 horas, como a produção havia prometido poucos dias antes nas redes sociais. O produtor realizou uma apresentação muito marcante e intensa, com diversos picos de energia e animação.

Solomun mostrou mais uma vez o seu talento único em construir long sets memoráveis, com muita precisão, o mago não errou nenhuma música durante o set. Seu talento nato se mostra principalmente no fato dele conduzir a energia da pista de uma maneira progressiva, mas é uma progressão que vai variando de intensidade para cima ou para baixo a cada música e lentamente subindo o bpm. É um ciclo de músicas que vai criando uma vibe e conexão únicas com o público. No final da apresentação, um show a parte. O público emocionado pediu por mais e o Solomun, claro, não decepcionou. Se mostrou muito agradecido pela recepção dos brasileiros e fechou o long set com chave de ouro, com um nascer de sol lindo que complementou a experiência da galera.

S

De casa cheia, Solomun finaliza a apresentação épica em Interlagos. Foto: Gui Urban

DGTL São Paulo

Além disso, o evento também foi marcado por uma ativação do DGTL São Paulo na entrada, que recebeu o público com o clássico letreiro do festival holandês e a chance de ganharem cinco pares de ingressos para a edição de 2022. O evento, que retorna à cidade no dia 9 de abril no Pavilhão do Anhembi, está sob a nova direção de Silvio Conchon, Du Serena e Edu Poppo; também responsáveis pela incrível experiência deste último sábado (5) com Solomun.

Agradecimentos: Luis Redfern.

O evento contou com a presença de um led da DGTL, evento que também retorna ao Brasil neste ano. Foto: Stp Denilson.

Agradecimentos: Luis Redfern.

Vitor Gianluca tem 24 anos e é formado em Comunicação Social - Jornalismo, pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Conheceu a música eletrônica nos "antigos" CD's Summer Eletrohits e hoje escreve para a Wonderland In Rave.