26 de março de 2019

Sunday Sessions surpreende em edição com mais de 12h de evento Sunday Sessions concluiu mais uma edição nesse sábado (21) com 14 artistas no Village Canindé

Na noite de sábado (21/10), tivemos a oportunidade de conhecer de perto mais uma edição da Sunday Sessions, e que temos certeza que ficará marcada para todos que estiveram presente nas 14h de evento.

Dessa vez o time desembarcou no Village Canindé, em São Paulo, com uma combinação perfeita de visuais e música de qualidade que se tornaram essenciais para tornar essa edição impecável. Como sempre, o espaço escolhido lotou com mais de 4 mil pessoas e um lineup com 14 artistas das mais variadas vertentes resultando em felicidade, pessoas unidas e dispostas a aproveitar cada segundo.

Só quem estava lá sabe e percebeu que o sistema de som e infra-estrutura do local foram um dos vários pontos altos, o que ajudaram a tornar a experiência ainda mais indescritível. Uma incrível projeção de vídeo e luzes tornou o espaço brilhantemente mágico, com efeitos e uma iluminação que fez toda diferença. O clima estava agradável, mas com toda a vibe da galera, o calor reinou e a turminha do front agradeceu aos jatos de Co2.

E em meio a essa festa incrível, batemos um papo com alguns dos artistas e você confere tudo a seguir:

O duo Breaking Beattz, teve o prazer de abrir a pista, com um set incrível e contagiante fazendo uma apresentação impecável, com muito “bass de vagabundo” e com um estilo único.

O que vocês acharam do evento? Superou as expectativas?

Lauro: Bom, nós tínhamos uma expectativa muito boa da festa, estava ansioso para tocar aqui, e principalmente quando começamos a tocar vimos que a pista estava a milhão. Sim,  superou todas as expectativas. Ficamos emocionados do começo ao fim e curtimos pra c****** (risos)

Rafael Zocrato: A Sunday é uma festa que já conhecemos por conta das parcerias que já tinhamos com o Hot Bullet, e tanto o Marcos quanto o Marc são nossos parceiros de muito tempo… Já temos collab e conversamos com eles todo dia no whatsapp e facebook, então já conhecemos bastante a festa. Mas, como todo DJ, era uma vontade nossa tocar aqui. Fizemos questão de chegar cedo pra realmente ver a festa e nos surpreendemos bastante, tanto que na nossa primeira música (que era só para começar o set na vibe), a galera explodiu mesmo sem ser a música de explosão (risos). A primeira que nem era pra ser gol, foi gol, então o resto foi só consequência. SÃO PAULO É F****!

Bruno Furlan com certeza foi uma das atração mais esperadas da noite dando a alma no palco do início ao fim. O grande nome do tuin mostrou o porque está crescendo cada vez mais na cena eletrônica, e na Sunday não foi diferente.

Como foi o evento pra você que foi um dos nomes mais esperados da noite?

Bruno Furlan: A Sunday Sessions foi incrível. Minha expectativa já estava a mil, a festa foi dois mil, e já era de se esperar que seria um baita de um sucesso. Sempre foi uma vontade minha tocar nessa festa e hoje se realizou na melhor vibe possível. Muito obrigada Sunday Sessions, não é atoa que tem um nome tão forte, e é uma festa incrível… Muito obrigado! Espero voltar na próxima edição

VINNE é fruto de longa e absoluta dedicação à música eletrônica, que chamou bastante a atenção, trazendo um set bem diversificado comandando a pista durante uma hora de pura animação.

No geral, quais foram suas expectativas do evento em si, e em relação ao público que estava te esperando para ouvir 1h de apresentação?

VINNE: Sobre as expectativas, realmente, não só atendeu as minhas como superou muito mais do que eu esperava. Confesso que cheguei um pouco sem saber o que esperar do evento, e a Sunday foi um teste pra mim, por trazer uma galera mais exigente musicalmente, então estava um pouco apreensivo e decidi fazer algo mais “roots”. Em relação ao meu ponto de vista, elas foram mais do que superadas, e espero que tenha atendido a deles. No final das contas, fiquei bastante satisfeito com a festa, e não é atoa que está a tantos anos rolando no mercado… Eu curti pra caramba! O público também me surpreendeu bastante, a vibe foi incrível, e é uma coisa que não se encontra em qualquer lugar. Espero voltar logo!

VINNE entregou a pista para ninguém menos que o duo Shapeless, que a partir daí levou o público a delírio. Em meio ao set, anunciaram o aniversário de um dos integrantes, Rômulo, a galera levantou a voz e cantou os parabéns acapela, o artista agradeceu tocando ainda mais. Sem dúvidas, neste momento a pista já se encontrava em seu auge. Foram 1hr de apresentação executado com maestria.

Vimos que você se emocionou após os parabéns no meio do palco. Fora isso, o que esse evento significou pra vocês? Tem alguma novidade para contar pós Sunday?

Rômulo: Foi uma honra tocar nesse evento no estadio do Canindé, muito bonito o local, estrutura fora do normal, uma sonzeira absurda! E pra mim, em especial, comemoro meu aniversário e mais um ano de vida, então foi muito massa ver e ouvir a galera cantando parabéns com direito a bolo (risos). Foi algo inesquecível, experiência única na minha vida. Já tinha um tempo que não tocávamos em São Paulo e fiquei sabendo que muita gente falou bem da nossa apresentação e que estavam esperando por nós, isso é muito gratificante ver esse reconhecimento da galera. Só temos a agradecer. E já o que temos a falar, é que tem muita música nova vindo, estamos preparando muita coisa pela frente com muita gente do Brasil e fora daqui também, umas parcerias com pessoas grandes no mundo e é isso! Ficamos muito felizes com tudo e esperamos voltar para esse evento novamente. Essa foi a primeira vez e com pé direito. Obrigada galera!

Edson: Sunday Sessions foi muito f****! Evento foi muito bem produzido, estrutura nivel A. Muito obrigado pela vibe todo mundo, espero voltar em breve… Até logo galera!

Continuando as atividades, Doozie entrou em cena com uma apresentação que resultou em um verdadeiro espetáculo desde a primeira música até a última, deixando aquela sede de ouvir mais.

No geral, o que você tem para falar do evento?

Doozie: Achei a Sunday sensacional, superou totalmente minhas expectativas. Uma festa na qual cuidaram de tudo nos mínimos detalhes, trazendo um palco muito bonito e uma galera com uma vibe incrível e muito educada musicalmente falando. Foi incrível!

Entre as ultimas atrações, estava o grande b2b de Fractall Rocksted, que trouxeram um set arrepiante diante da vibração do público.

Como acompanhamos, você já conhece a Sunday, mas tocar nela está sempre uma surpresa para você. O que você achou disso tudo? Como foi pra você tocar ao lado do seu grande ídolo Oliver Giacomotto?

Rocksted: Bom, eu conheço essa festa faz tempo e sempre quis tocar, e ver vários artistas que eu me inspiro tocando aí não tem preço. Logo a primeira vez que vim conhecer a Sunday, já vim tocando… Então pra mim foi muito gratificante ver a galera respondendo de acordo com cada música foi surreal. Geralmente em São Paulo é difícil ver uma galera bem bonita, como posso dizer, bem receptiva, e quando a gente tocou, eu e o Lucian, senti a galera se animando mais e mais a cada virada de música. Superou minhas espectativas sim e foi um sonho realizado ver meu ídolo tocando no mesmo palco que eu também.

A expectativa pela entrada da do duo Dashdot era imensa. A pista já estava indo a delírio diante de todas as outras atrações, e não tivemos dúvidas de que as expectativas foram mais do que alcançadas.

Como foi pra você ser convidado para participar desse grande evento?

André: A festa foi legal. Foi num lugar que a gente nunca tinha tocado, e foi bem interessante ter participado do evento em que as pessoas se encontram no sábado para curtir um som, e só saem de lá no domingo, tudo pela música. Então achei legal, achei que a galera compareceu e marcou uma bela de uma presença. Obrigado Sunday!

Dois dos organizadores responsáveis pelo evento, Marc Ransson e Léo Mendonça conversaram um pouco conosco:

Marc: Achei incrível, pois em 12 anos de eventos foi umas das melhores festas que eu fiz, e acredito que conseguimos inovar na cenografia, trouxemos muitas apostas novas, e tivemos um resultado muito positivo. A vibe da galera estava surpreendente e fez toda a diferenca no evento.

Léo Mendonça: Confesso que de muitos eventos que fizemos até hoje, sem sombra de dúvidas esse foi o melhor elaborado até hoje, ao menos da minha parte. Muita gente bonita, qualidade do som, estrutura no geral, e lógico um line up recheado de feras que contribuiram para esse sucesso. Foram meses de preparação, sendo tudo cuidado nos mínimos detalhes. Entre nós os sócios as noites mal dormidas, e uma equipe super dedicada. Mas no final está aí, a recompensa maior, os elogios de todos nossos amigos.

O evento uniu pessoas de diferentes estados e cidades, para eles não existem fronteiras ou km’s que os impeçam de curtir uma boa música. Vida longa a Sunday!

Sobre Samantha Cristina

Samantha Cristina
Jornalista e redatora da equipe WiR em São Paulo. | music is our happiness