“TIM” – O álbum póstumo do Avicii

20 de abril de 2018, o mundo disse adeus a um dos grandes tesouros da música internacional, Tim Bergling, e mesmo nos deixando, todo seu trabalho e reconhecimento tornou-se imortal. Tendo lançado em 2013 seu primeiro álbum de estúdio, intitulado “True”, e mais cedo, em 2010, a primeira e memorável faixa “Seek Bromance”, Avicii ainda tinha muito a oferecer para o mundo da música.

Mesmo anunciando aposentadoria de apresentações ao vivo e tours em março de 2016, Tim confirmou que estava trabalhando em um novo álbum, que futuramente veio a se chamar AVĪCI (01), um ep de 6 músicas, incluindo os singles “Without You” com Sandro Cavazza e “Lonely Together” com Rita Ora, lançado em 10 de agosto de 2017. Esse foi o seu último lançamento em vida, até sua morte em 20 de abril de 2018.

Meses após a morte, rumores surgiram pela internet anunciando um possível álbum póstumo, depois de uma entrevista do executivo da Geffen Record, Neil Jacobson, à revista Variety, onde ele afirmava que o futuro álbum do sueco seria “sua melhor música em anos”. Em entrevista para a Billboard, a representante de relações públicas de Bergling, Diana Baron, explicou que os relatórios suecos tinham sido mal traduzidos e divulgados de forma errada pelos meios de comunicação ingleses e que não tinham planos de novos lançamentos.

Apenas em 5 de abril de 2019, depois da família de Avicii anunciar a criação da Fundação Tim Bergling, que apoiaria organizações ligadas à saúde mental e à prevenção do suicídio, que o álbum póstumo foi oficializado, chamando-se “TIM”. Segundo comunicado postado no jornal americano The New York Times pela família do mesmo, o álbum estava praticamente pronto e Tim tinha deixado para trás bilhetes, emails e mensagens sobre este trabalho. Com o comunicado, um vídeo anunciando o projeto também foi lançado.

 

O primeiro single, “SOS”, chegou em 10 de abril. A canção, uma parceria entre o músico e o cantor Aloe Blacc, responsável pelos vocais de “Wake Me Up”, foi finalizada por Albin Nedler e Kristoffer Fogelmark. Em entrevista para a Variety, Blacc disse:

“Sinto que ‘SOS’ era uma música que, provavelmente, estava à frente de seu tempo quando ele a escreveu. Ele escreveu obviamente sobre algumas de suas batalhas, e acho que é um tópico muito importante para abordar e compartilhar, especialmente com sua visibilidade e acesso aos ouvidos e corações: Dar às pessoas as palavras para poderem dizer ‘eu preciso ajuda.'”

 

Uma equipe de escritores e produtores descreveram o álbum como contendo elementos de “psicodelia, música árabe, sons do Caribe e muito mais“. A tracklist do álbum foi escolhida a partir de 16 possíveis canções.

 

Em 1 e 2 de junho de 2019, os fãs tiveram a chance de ouvir o álbum dias antes de seu lançamento mundial, indo a cubos espalhados ao redor do mundo, com o intuito de conectar pessoas através das músicas do DJ. Um dos cubos chegou à capital paulista, no Morumbi Shopping. Toda a atividade era interativa e bastava o participante entrar na cabine, colocar a mão sobre a tela luminosa que, automaticamente, o cubo era ativado e procurava por outro ao redor do mundo. Quando a conexão era estabelecida, os dois participantes ouviam, com exclusividade, os mesmos trechos de “TIM”.

 

Além de “SOS”, mais três singles foram lançados: “Tough Love” em 9 de maio, com clipe no dia 14; “Heaven” em 6 de junho, com clipe tributo no dia 24, trazendo imagens de Avicii em Madagascar, em seu último show; e “Fades Away” em 5 de dezembro, tendo a versão single vocais da cantora costarriquenha MishCatt, para coincidir com o Concerto de Tributo de Avicii para Conscientização da Saúde Mental, onde ela se apresentou ao vivo.

 

O álbum teve uma recepção mista da crítica especializada, fechando com média 58 no Metacritic, baseado em quatro reviews, tendo pico #1 no chart Top Dance/Electronic Albums da Billboard. Todos os lucros foram revertidos para a Fundação Tim Bergling.

Temos certeza que esse seria apenas mais um dos inúmeros álbuns que o nosso querido Avicii viria a lançar. Hoje, comemoramos esta semana com muita saudade e agradecimento por tudo que a música do Tim nos proporcionou e proporciona até hoje. Sentimos muito sua falta, Tim!

Relembre ou conheça o álbum:

Pedro Henrique

Designer, redator e social media. Music makes the people come together.