25 de setembro de 2018

Durante o Miami Music Week, conversamos com Sunnery James & Ryan Marciano, confira Os DJs e produtores holandeses nos contaram um pouco sobre o MMW, o remix para Armin van Buuren e os planos de ir para o Brasil

Alguns dias antes do Ultra Miami, rolou o Miami Music Week onde rola diversos eventos durante a semana e aproveitando a oportunidade, batemos um papo com o duo holandês Sunnery James & Ryan Marciano, que iam tocar no Sensation The Brazilian Tour que foi cancelado.

Para quem ainda não os conhece, o Sunnery James & Ryan Marciano destacam-se por serem um duo energizante e que fazem produções foram do comum. Misturando elementos de house, tribal, techno, electro, sabores latinos e muito mais em suas produções e sets de DJ, o som deles é tanto para o passado quanto para o futuro, com muito groove e energia. Atualmente, são um dos DJs mais requisitados e que marcam presença nos principais eventos e festivais de música eletrônica. Confira a seguir nossa entrevista com o duo durante o MMW:

Eu acho que o Miami Music Week, é uma semana insana para todos nós. Vocês dois possuem diversos shows por aqui, então, o que vocês acham sobre o Miami Music Week para DJs e produtores como vocês?

Bom, nós estamos fazendo isso por um bom tempo já. Nós temos amigos e familiares aqui. Então, eu acho que nos últimos 4/5 anos, nós vimos o “hype” acontecer, sobre o DJ número 1 e tudo mais. E bom, meus sentimentos sempre vão para a música e para o cenário do dance music.
Particularmente, nós temos artistas preferidos nesses cenários. Nós vamos para muitos lugares e festas, e aumentamos esse movimento que somos muito felizes em fazer parte. Todo mundo atualmente está apoiando e interessado em apoiar uns aos outros. Nós temos pessoas de todos os lugares aqui unidas. Então, estar aqui e estar conectado com essas pessoas, é muito importante! Muitas colaborações estão começando aqui em Miami, você pode observar alguns DJs, fazer momentos para se conectar com essas pessoas, com os artistas, que normalmente você não tem essa oportunidade. Então, é muito importante para o cenário eletrônico. E é um momento feliz, você pode andar no meio dos seus fãs, então é muito incrível estar aqui sempre.

Recentemente vocês lançaram um remix para o Armin van Buuren, então, como isso aconteceu?

Bom, nós somos bons amigos do Armin. Além de sermos colegas de trabalho, nós somos amigos. Nós realmente conversamos por trás desse cenário eletrônico. E, na verdade, a ideia já tinha sido feita por ele. Nós tivemos apenas 3 dias para fazer. Ele meio que nos enviou: “vocês têm 3 dias para fazer isso”. E trabalhar assim, nos deixa feliz! A gente foi pro estúdio e não dormimos, ficamos trabalhando lá com essa música e achamos o resultado incrível porque nós tivemos que achar um jeito que pudéssemos tocar essa música e ele também. Então, é sempre um desafio! Nós pegamos batidas marcantes de bateria e colocamos na música e funcionou! Depois ele nos enviou um áudio no whatsapp falando: “UAU, ESTÁ INCRÍVEL!”.

E falando sobre Armin, vocês vão fazer outra residência em Ibiza, no Hï Ibiza, né? O que nós podemos esperar de vocês neste ano?

Eu acho que muitas novas músicas da gravadora, mas também nós vamos tocar 5 horas sempre todas as noites. Então, nós vamos tocar house, techno, progressive, várias coisas. Nós vamos festejar a noite toda e nós estamos muito ansiosos para isso! É muito legal porque nós nunca pensamos muito sobre isso quando estamos tocando, nós apenas vamos e sentimos a vibe do lugar e fazemos a festa acontecer.

E falando sobre suas músicas, qual delas é a sua favorita e por quê?

Jungle Blood! Jungle Blood foi feita anos atrás, e nós gravamos juntos com o Erick Morillo quando nós estávamos fazendo turnê e foi algo do tipo: “vocês vão lançar uma música no Subliminal”, então nós falamos “ok! Vamos fazer uma track juntos”, então, nós começamos na Holanda quando estávamos à caminho para Nova Iorque, nós pegamos um voo e fomos para a casa dele e terminamos a música. E bom, foi insano, porque não tinha estúdio, então fizemos a música no meio da casa dele e fizemos muito barulho. Nós enviamos pra ele depois fazer uns ajustes e depois resolvemos tocar a música dois dias depois em um clube e foi épico porque ninguém acreditaria que foi a gente que fez. Então, acho que essa música é uma das favoritas.

E quais foram as maiores conquistas da sua carreira?

Acho que sem dúvidas foi ano passado tocar no palco do Mainstage do Tomorrowland duas vezes. Óbvio que nós já tocamos em vários palcos Mainstage, mas dessa vez foi diferente, então, foi algo muito grande e importante. E nós vamos fazer isso de novo esse ano e estamos muito animados com isso!

Vocês estão trabalhando com um DJ e produtor brasileiro, o Bruno Martini, certo? Vocês podem nos contar mais sobre isso e como surgiu a ideia da colaboração?

Sim, nós já estivemos lá (no Brasil) algumas vezes. Nós nos conhecemos no Brasil, então, basicamente, quando nós nos conhecemos nós começamos a falar sobre música e fomos para um estúdio ver o que acontecia. Nosso objetivo não era fazer uma track, nós queríamos nos divertir por lá, então, depois de 3 horas no estúdio, nós concordamos em eu ir embora e o Bruno continuou por lá. Depois, ele me enviou a demo e eu fiquei “MEU DEUS O QUE É ISSO?!” era incrível! Ele consegue fazer qualquer tipo de música, ele é muito talentoso. E olha, é preciso de muita inspirações e direções para isso, e ele consegue fazer tudo isso! Ele é muito talentoso e um artista incrível.

Vocês iam tocar no Sensation que ia ter no Brasil, mas foi cancelado. Inclusive, nós estamos muito tristes com isso! Mas vocês possuem algum plano de ir para o Brasil esse ano?

Nós estamos vendo isso ainda, porque nós precisamos ir para o Brasil esse ano. Nós estamos negociando com a PlusNetwork para fazer uma turnê por lá em alguns clubes.

Na Laroc?

Sim, na Green Valley e na Laroc! Então, nós estamos vendo isso ainda, porque nós adoramos nossos fãs brasileiros, nós temos muito amor e energia mútua, então estamos vendo isso!

Sobre Amanda Nakao

Amanda Nakao
Viciada em criar pautas para DJs e ir a shows de música eletrônica.